Monday, 2 December 2013

My relationship

Podem não saber, mas preciso de saber o que pensam sobre o assunto. A minha relação com o menino não é fácil... a nossa diferença de idades não ajuda e sempre foi um impedimento para mim partilhar a minha felicidade com a minha família. Porquê? Muito simples, não creio que algum dia irão entender a minha felicidade. Não creio que algum dia irão aceitar o facto de viver uma vida a dois com alguém mais velho do que eu. Não vou mencionar idades, só vou dizer que a diferença nota-se a olhos vistos. Ponto. A verdade é que quero muito partilhar a minha felicidade com eles, não digo confessar que menti até agora pois isso só ia causar mais dor. Mas pelo menos partilhar com eles, que estou a viver uma vida só minha, com alguém que amo e que toma conta de mim. É óbvio que inevitavelmente vão querer saber mais inclusive idade e o que faz e família e mais não sei o quê. Mas o que devo fazer? Mentir? Mais? Não... não quero. O objectivo de querer partilhar é para que saibam que estou bem, que estou feliz e independentemente do que possam pensar só deviam estar feliz por saberem que eu estou feliz. No entanto a minha mana é da opinião que não devia mencionar idades, pois os meus pais nunca irão compreender e só os irá magoar. Ora... mas então assim não continuo a mentir? Diz ela, se menti até agora fará alguma diferença de hoje em diante? Para mim? Faz pois... afinal de contas eu é que estou a sofrer de cada vez que tenho de mentir. Se devia ter pensado nisto antes e nunca ter mentido desde o inicio? Se calhar podia... mas saberia eu hoje que a coisa era séria? Que valeria a pena o sofrimento? Não... Hoje sei-o e por saber é que quero partilhar. Os meus colegas de trabalho (homens de família, de 30, 40, 50 anos) e o menino incluído são da opinião que devo contar a verdade. A verdade é melhor do que mentir... Dizem que independentemente das minhas escolhas um pai nunca deixa de amar um filho. No entanto estamos a falar de ingleses, toda a gente sabe que Portugal comparado com o mundo tem uma mentalidade mais 'lenta' das coisas. No entanto depende das pessoas, por isso mesmo quero a vossa opinião. Quero saber o que fariam com um filho nessa situação, como lidariam com essa situação? Não digo que não os vá magoar, claro que a verdade vai-lhes magoar, mas prefiro que saibam a verdade de uma vez por todas, que saibam que estou feliz e que tenho alguém na minha vida que toma conta de mim do que passe a vida a mentir-lhes.

22 comments:

  1. Sinceramente... acho que deves contar e depressa, para acabar o teu sofrimento! Se já percebeste que é sério, se já percebeste que é isso que queres, achas que pela tua familia não aceitar vai mudar o que sentes?! No inicio pode ser um bocado dificil, mas quando perceberem que estás bem, não estás sozinha num país desconhecido e acima de tudo estás feliz, as coisas vão-se compondo! Acho que deves estar bem contigo e de consciência tranquila e a mentir ou a omitir (como quiseres) não estás bem e só vais estar a prolongar um sofrimento desnecessário! Porque vê as coisas assim: achas que é melhor eles descobrirem de surpresa se um dia forem a Inglaterra ou se um dia vieres mostrar Portugal à tua cara metade? Ao contares já dás-lhes tempo para se habituarem à ideia e depois acho que vai ser mais fácil para todos! mas isto é apenas a minha opinião! Espero ter-te ajudado de alguma maneira! =)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ajudaste sim querida, e a verdade é que quero muito contar-lhes. E sei que nada vai mudar no que toca a mim. O máximo que pode acontecer realmente é deixarem de falar para mim. Mas prefiro isso a levar uma vida de mentiras. Não estou a cometer nenhum crime, não fiz mal a ninguém pelo que acho que estou no direito de ser feliz :) Um beijinho grande e obrigada pelas palavras xx

      Delete
  2. Situação complicada Anna. Conheces os teus país melhor que ninguém, saberás a atitude certa a ter. Uma coisa te posso dizer: Mentir nunca ajudou ninguém a ser feliz.

    Jinhoooossss minha pequena:)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sem dúvida. Mentir não é bom, bem sei. Mas por saber como são é que agi como agi. No entanto chegou altura de parar com esta fábula e abrir os olhos. Estou farta :(
      Beijinho e obrigada querida xxx

      Delete
  3. Há coisas que só o coração pode falar....e se estás feliz o resto vem por si.

    Beijinho

    ReplyDelete
    Replies
    1. É isso JP, eu própria não esperava uma reviravolta na minha vida tão grande. Se escolhi? Não... o futuro decidiu por mim. Beijinho x

      Delete
  4. Não sei qual é a diferença de que estás a falar, mas, por exemplo, não me faz confusão quando há diferenças de 20 anos. Acho que são relações em que as duas partes se "enriquecem", o mais novo ganha mais maturidade e o elemento mais velho ganha outra genica :) Complementam-se. Se fosse mãe, acho que só iria querer saber da felicidade dos meus filhos (estejam eles com alguém mais velho/novo, do mesmo sexo ou não!). Acho que isso é o mais importante. Mas tu é que saberas da mentalidade dos teus pais, mesmo que aches que não irão aceitar, não deverias de esconder porque saberem por terceiros é pior e não contares o teu namorado poderá pensar que quem está com vergonha és tu! Ao inicio poderá ser um choque mas depois tudo passa.

    Bj*

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eu sei Mrs. BlueBerry... acredita já falamos isto várias vezes juntos e infelizmente o facto de não contar continua a ser um medo meu, mas não é medo de que algo vá acabar, é medo da decepção que os meus pais podem ter. Sinceramente sei que os vou magoar e por isso me custa mais contar-lhes. Mas penso como tu, pois se estou feliz só têm motivos para estarem felizes. Infelizmente sem bem a mentalidade dos meus pais, e infelizmente sei que o preconceito está lá. Infelizmente pouco é aceitável naquelas cabeçinhas, mas a verdade é que eu própria já estou cansada de me esconder. Obrigada pelas palavras :) Beijinho xx

      Delete
  5. Mais cedo ou mais tarde vais ter que lhes contar ou eles vão acabar por descobrir, por isso deves contar logo que possível. a primeira reação pode até não ser a melhor, mas com o tempo vão vendo que realmente és feliz com ele e vão acabar por aceitar

    ReplyDelete
    Replies
    1. Espero que sim... bem sei que o tempo é fundamental neste aspecto. Só receio a 'estalada' que ambos os lados vão levar :( mas... está tomada a decisão.

      Delete
  6. Também sou pela verdade quanto mais não seja para ficares melhor contigo própria. E claro que a tua família vai ficar apreensiva, mas se tu estas feliz vão acabar por aceitar. Beijinho grande :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. É isso, espero bem que sim querida. Acima de tudo não quero ser feliz perdendo uma parte daqueles que amo, mas prefiro enfrentar os meus medos e contar a verdade! Obrigada querida. Beijinho doce xx

      Delete
  7. Tenho diferença de quase sete anos de idade do meu namorado, não creio que seja muito, mas dizê-lo em palavras para uma mãe pode suar estranho, é normal. O que eu decidi fazer? Deixá-la conhecê-lo sem que se mencionasse idades. Ela conheceu-o, adorou-o de imediato, viu que era boa pessoa e o rapaz certo para mim e quando lhe perguntou a idade, não lhe fez qualquer confusão, porque já sabia que era boa pessoa. Deixe-os conhecer primeiro, para não irem com ideias pré-definidas que podem prejudicar a opinião acerca dele. Mas mesmo que haja problemas no inicio irão acabar por aceitar, porque as famílias querem o nosso bem e se a virem feliz, não se vão importar com esses pormenores.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Jasmim, desde já obrigada pelas palavras, foram sem dúvida uma forma de começar as coisas. No entanto foi como disse, comigo a coisa não funciona bem assim a diferença de idades no nosso caso é bem notável...Não temos uma diferença de 10 ou 20 anos. As pessoas digam o que disserem nunca vão compreender uma diferença de idades superior a essa... vão haver sempre pedras no ar. Mas para mim essa diferença de idades não existe. Somos os dois crianças quando temos de ser e dois adultos quando assim tem de ser. Infelizmente o físico denuncia-nos, mas como pessoas? Somos um casal normalíssimo. Não creio que os meus pais vão entendê-lo, se é que alguma vez entenderão... Mas estou disposta a correr esse risco para assim ser feliz. E se isso significar perder o suporte dos meus pais, que assim seja. Prefiro isso a mentir-lhes. De coração, obrigada pelas tuas palavras xx

      Delete
  8. Concordo com a Caqui e acho que sim que deves ir pela verdade e o quanto antes ... pelo menos por ti que estás a sofrer com tudo isto e não fizeste mal nenhum... apenas amar :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sem dúvida querida :) a decisão está tomada. Deste ano não passa. Beijinho xx

      Delete
  9. Pessoalmente, e se fosse eu, contava. Se estás feliz, eles também tem de ficar. Pode custar pois pode ser um choque, mas se te virem feliz, de certeza que também acabam por ficar :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Só espero que te oiçam *cross fingers* ... sem dúvida que irá custar-lhes, mas só espero que com o tempo entendam... Felizmente ou não, não escolhemos quem amar. Beijinho xx

      Delete
  10. Conta a verdade :) eles no inicio podem não compreender mas num futuro proximo vão ficar felizes por ti :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Que te 'oiçam' minha querida Maria... pois a minha intenção é contar-lhes a verdade sim, mas não quero perder o apoio deles. Só espero que entendam num futuro próximo. Beijinho xx

      Delete
  11. Se és feliz ao lado dele e se ele te trata bem, então conta. Era isso que eu faria por muito que pudesse custar aos meus pais entender. Provavelmente irão achar estranho ao inicio, mas depois com o tempo certamente que irá ser mais fácil... além de que todos os pais querem ver os filhos felizes (ou assim deveria ser), por isso, não te preocupes. Mostra aos teus pais que és feliz ao lado dele (independentemente da idade - a idade é só um número) e eles irão ver, eventualmente, o bem que ele te faz :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Só espero que entendam Minimi, se há coisa que têm percebido é que estou uma mulher. Sou o que sou hoje não apenas devido à educação que tive ou à decisão que tomei, mas também porque vivo ao lado do homem que vivo. Lá vai o ditado "por detrás de um grande homem, está uma grande mulher", pois aqui os papéis invertem-se um bocadinho mas o significado está lá. Só espero que saibam que tudo isto faz parte da minha vida, quer sejam dessa opinião ou não, é a minha vida e a minha felicidade, e só quero que estejam felizes por mim. Beijinho e sê muito bem vinda :)

      Delete

✿ Comentários ✿

Powered by Blogger.

Contact us

anna.21.marian@gmail.com