Sunday, 4 October 2015

It was just a dream...

A nossa relacao nao e' sempre um mar de rosas, como qualquer casal, tambem nos temos os nossos altos e baixos. Nao me orgulho deles, mas nao sou hipocrita e admito que os temos. No entanto tentamos sempre dar a volta por cima e por mais que os baixos existam os altos acabam por vencer a batalha e a verdade e' que a companhia um do outro ja e' um tanto ou quanto dependente. A inexistencia da mesma ja doi e leva-nos a pensar que e' impossivel viver sem a mesma. Enfim! Adiante que o proposito desta publicacao nao e' falar sobre os meus problemas mas antes partilhar aquilo que nunca tive coragem de assumir mas que ontem a ideia se fez tao clara na minha mente. Ontem pelo primeira vez sonhei com o nosso dia, o nosso suposto casamento. Nunca pensei muito nisso nem tao pouco quis pensar nisso, pois sei que e' praticamente impossivel. Ele por mais que deseje nunca o vai querer (a pensar em mim - pois nao quer arruinar o meu futuro). Eu por outro lado simplesmente desisti de insistir, pois nao pode partir so de um. Mas ontem, ontem confesso que foi um sonho que me fez sorrir, literalmente. Era um dia tal como tantos outros, eu estava com os meus pais e ele la tinha ido passear com a mana e o namorado, deixando-me sozinha e mais uma vez insegura por nao perceber porque nao me convidaria ele. Um de tantos problemas das mulheres! A nossa cabeca - se pensassemos menos e fizessemos mais, talvez a nossa mente nao fosse tanto nossa inimiga. Quando dei por ela tinha um quadro com um texto escrito nele no jardim, leio e nao quero acreditar no que leio. Conto aos meus pais que tambem nao querem acreditar no que leem. Apesar da frustracao e incredulidade consigo ver a felicidade na cara de ambos e nas lagrimas que escorregam ao perceber do que se trata o texto. Um pedido de casamento, subtil e pervertido (tal como ele), mas tao real. Foi tudo muito rapido, os acontecimentos passavam a velocidade da luz (que um dia na realidade, nao seja tudo tao rapido, quero saborear cada momento!) ate que o vi, la no alto 'a minha espera. Elegante de fato (como nunca o tinha visto antes), o seu cabelo mais uma vez desalinhado e verdadeiramente rebelde, o bigodinho que faz toda a diferenca entre ver um homem e ver um rapaz, os seus olhos brilhante de emocao... E de repente la acordo com um sorriso nos labios. Qual nao foi a emocao, para acordar literalmente com um sorriso nos labios. Sabe bem sonhar. Nao sabe tao bem voltar e perceber que a realidade e' bem diferente. Quando acordei, dei por mim a desejar que os seus cabelos ainda que castanhos nunca mudassem aquela cor. Que as suas linhas faciais fossem menores e desejei com todo o meu ser que fosse vinte anos mais novo, para que pudessemos ter a possibilidade de concretizar o meu sonho. Mas assim.... assim nao. Nao passou de um sonho. Bom Domingo.

Thursday, 1 October 2015

Autumn is back!

Nao posso acreditar que ja la vai um ano desde o ultimo Outono. O tempo esta a passar a voar e nem damos por ela! Ate' ha bem pouco tempo dei por mim a pensar no que fazer este ano, planos por concluir, um trabalho para adquirir, muito stress e pouca vontade de lidar com a vida. Mas o Outono ca chegou e ca estamos. Entre passos e passinhos, la vamos caminhando. O meu Outono comecou bem. Temos passeado muito pela floresta e pelos parques que foi aquilo que sempre desejei. Tempinho a dois, entre nos. Coisa que nunca foi possivel. Mas ele tem tentado e eu estou grata, pois preciso deste tempo a dois. Entretanto ja fiquei a saber que o meu contracto foi estendido ate' dia 1 de Novembro. O que por um lado acaba por ser bom por outro acaba por ser desmotivante, pois fico contente por me quererem por mais um mes, mas o que acontece depois de esse mes? Ficou? Vou? Como e'? A minha agencia de emprego esta a tentar adquirir mais informacao e neste momento cansei de me preocupar. Deixo isso nas maos deles, para isso e' que tambem sao pagos. Confesso que isto do contracto tem me tirado do serie. A incompetencia e o desinteresse com que tratam os empregados nao e' de admirar. Mas esperava mais respeito por parte da Heineken isto e'. Uma companhia tao grande, deveria ter mais em consideracao so funcionarios. Mas enfim, talvez seja eu a pedir demais. Hoje iniciei um grande passo pessoal da minha vida do qual nao tenho vergonha de admitir mas nao me irei abrir totalmente. Nao ate' perceber do que preciso. Finalmente ganhei coragem e tomei uma atitude. A ver vamos!
Powered by Blogger.

Contact us

anna.21.marian@gmail.com