Monday, 16 May 2016

Laços que se criam


Desde que me iniciei na Heineken a T. foi a primeira pessoa que conheci, a primeira pessoa com quem lidei e aprendi a lidar e juntas nos fomos conhecendo e aprendendo. Nesse dia, 29 de Maio de 2015 (tão cedo não me hei-de esquecer) a T. estava a voltar de férias do seu casamento e da sua noite de núpcias. E na verdade a única vez que ela soube que ia ter alguém com ela para ensinar (portanto eu, uma novata no assunto) foi nesse próprio dia, nesse próprio instante (coisas muito mal organizadas pela Gerência). Até então ela esteve de férias durante 3 longas semanas. Foi ela que teve de dar conta do trabalho de três pessoas e ainda ter disponibilidade e cabeça para me ensinar. Pois precisamente nesse mesmo dia as outras duas colegas (a G. e a J.) não estavam presentes, uma trabalha part-time e a outra simplesmente tirou o dia para se mudar de casa. Todos nós temos favoritos de tudo, seja de objectos materias, seja de sentimentos, seja de gostos pessoais e até mesmo de pessoas. E a T. é e sempre foi a minha favorita, desde sempre. Ela é dedicada ao seu trabalho (extremamente dedicada diga-se!) e é a única que de todas está sempre a "dar uma palminha nas costas" a cada uma de nós, quero com isto dizer que está sempre lá a apoiar o bom trabalho que fazemos, mesmo que não seja nada imediato ou significativo. Daquela boquinha um "muito bem" está sempre preparado para sair. E parecendo que não é o tipo de reconhecimento e graditão que estamos à esperar de merecer e ouvir, falo por mim. É a única que de todas reconhece o meu valor e que se sente triste por me ir embora. Isto para dizer que no fundo acho que cresci um bocado com a Heineken, mas especialmente com a T. Até à bem pouco tempo não suportava a G. (ainda não suporto) e relativamente à J, é naquela. Não gosto nem desgosto. Desde que me trate bem, eu trata-la-ei de igual forma. Mas eu e a G. sempre tivemos um choque de personalidades, mas a verdade é que ela é muito infantil e preguiçosa. A J. não é infantil mas como está grávida (outra vez), "está-se nas tintas" para a Empresa neste momento. Escusado será dizer que a G. e a J. dão-se lindamente bem, demasiado até. A T. está de férias esta semana e durante o fim de semana pensei para comigo que esta semana seria um desafio. A verdade é que ainda o é, mas sinto-me melhor comigo mesmo. Já rio mais na ausência da T. embora sinta muito a falta dela, os nossos minutos de desabafo entre nós e a ajuda dela. Mas ainda vejo a atitude de sempre, daquelas duas não quererem fazer nada, de estarem sempre a cochichar. Estão ali a fazer que trabalham ao fim ao cabo. E isso dói. Pois eu dou o tudo por tudo, dedico-me de corpo e alma e EU é que sou dispensada, e aqueles seres da Natureza têm a oportunidade de ficar. No entanto, não me quero focar muito nisso. Quero apenas dizer que me sinto bem com o dia de hoje, apesar de tudo. Pois lembro-me bem das pessoas que valem e fizeram valer a pena.

4 comments:

  1. um dia serás recompensada :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. talvez princesa, até lá é erguer a cabeçinha :)

      Delete
  2. Ohh Anna... :( É uma tristeza, quando assim é. Quando não nos dão valor. Pessoas humanas, como a T. fazem tanta, mas tanta falta e infelizmente, cada vez são mais raras...

    Força, dias melhores e pessoas melhores virão :)

    Um beijinho grande para ti e um bom fim de semana.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada querida Claudia. Sempre leio as tuas palavras com enorme carinho :) mal te conheco mas ja consigo dize-lo que es uma pessoa muito identica 'a T. Pessoas como tu fazem muita falta neste mundo.
      Um beijinho enorme e continuacao de boa semana para ti :)

      Delete

✿ Comentários ✿

Powered by Blogger.

Contact us

anna.21.marian@gmail.com